Se você deseja começar a empreender no mundo digital, o mercado das semi joias apresenta ótimas oportunidades de negócios. Mais baratas do que joias e muito superiores a bijuterias, as semi joias sã feitas de metais mais comuns, porém folheadas ou banhadas por metais nobres, como ouro e prata.

Possuem pedraria, como cristais ou zircônia. As semi joias possuem alta qualidade e são uma ótima alternativa para quem possui alergia aos materiais das bijuterias mas não tem condição de comprar joias muito caras.

Se você está se perguntando se realmente dá lucro vender esse tipo de produto na internet, a resposta é sim. Com o marketing certo, bom planejamento e estratégia, você conseguirá vender seus produtos para todo o país.

 

Vender semi joias pela internet é lucrativo?

Vender online é extremamente mais vantajoso, pois a sua gama de clientes aumenta de conhecidos, amigos e clientes da sua área/bairro, para milhões de brasileiros que acessam a internet diariamente.

Como já mencionado, as semi joias são produtos de qualidade mas de valor mais baixo que joias reais, portanto o investimento inicial necessário é bem mais baixo. Isso é um ponto muito positivo para quem está iniciando a empreender, pois permite um retorno com baixo investimento.

Além do fato do mercado de semi joias ser um dos melhores para se entrar, estando sempre em crescimento. O mercado brasileiro de semi joias fatura anualmente R$600 milhões, e é um dos 15 maiores produtores do mundo, além de exportar para países como Canadá, Estados Unidos e Alemanha.

Escolha seu público-alvo

É importante que, antes de iniciar qualquer tipo de estratégia, planejamento ou busca por fornecedor, você segmente seu nicho. Aqui temos alguns exemplos:

  • Público masculino;
  • Público infantil;
  • Público que busca semi joias mais irreverentes, como rockeiros;
  • Público religioso;
  • Público feminino, que busca peças mais tradicionais.

Esses foram apenas alguns exemplos, pois este é um campo muito vasto. Uma vez que o nicho está escolhido, é hora de partir para a escolha dos fornecedores.

Escolhendo bons fornecedores

É importante buscar fornecedores não apenas pelo preço das peças, mas por fatores como tempo de entrega, qualidade do produto, produtos diferentes da concorrência e confiabilidade.

Outra dica é ter pelo menos 3 fornecedores diferentes, para que você consiga negociar melhores preços e não fique dependente de nenhum. E como já dito, sempre procure qualidade, pois é o que seus clientes procuram e vão cobrar.

Procure fornecedores que consigam lhe fornecer peças exclusivas e sob medida para o seu negócio. Isso faz toda a diferença, afinal os consumidores estão sempre atrás de peças únicas e dispostos a pagar mais caro por isso.

Outra dica importante é, se possível, conhecer os produtos do fornecedor. Vá até a empresa antes de fazer a encomenda ou assinar qualquer contrato, assim você evita qualquer tipo de prejuízo.

Onde vender

Para quem está começando, os marketplaces são ótimas opções. Sites como Americanas e Mercado Livre irão cobrar uma taxa apenas quando for realizada uma venda, e como são sites gigantes, sua visibilidade é enorme.

Quando você já estiver dominando o gerenciamento online, como estoque, envio e toda a logística, é válido assinar uma plataforma online só para sua loja. Existem diversos serviços destes como Shopify, NuvemShop entre outros. Se você quiser algo mais profissional e personalizado, entretanto, é melhor contratar a criação de uma loja virtual para sua marca.

E estas foram as dicas de hoje! Esperamos ter ajudado e até a próxima!

Fale Conosco