Uma das várias dúvidas que surgem quando as pessoas começam a empreender na internet, é se existe necessidade de ter CNPJ. Afinal de contas, a documentação é um ponto importante para a comercialização.

Então no artigo de hoje você vai ficar por dentro de tudo que precisa saber para começar seu e-commerce regularizado da maneira correta!

 

Loja virtual precisa de cnpj?

A resposta nua e crua para o questionamento acima é: não, você não precisa de CNPJ para começar uma loja virtual. A lei já permite que você venda em marketplaces e em lojas virtuais como pessoa física.

Porém, nem tudo é tão simples assim, porque por mais que ele não seja obrigatório ele é bastante importante para sua loja.

O CNPJ te dá mais credibilidade e gera mais confiança para com os clientes. O mesmo vale para fornecedores, que podem não querer fechar uma venda sem essa documentação.

Até mesmo na hora de pagar os impostos, a loja ter CNPJ é uma vantagem, pois nesses casos o CPF recebe uma tarifação bastante pesada, o que acaba gerando muito gasto desnecessário.

 

Vantagens do seu e-commerce ter CNPJ

Agora que você já sabe que apesar de não ser obrigatório, é melhor tirar seu CNPJ, citaremos mais algumas vantagens de ter essa documentação. Veja abaixo:

●      Emissão de nota fiscal;

●      Formalização frente a Receite Federal;

●      Permissão ao crédito especial para pessoas jurídicas;

●      Conta bancária para empresas;

Uma vez listadas várias das vantagens de ter esse documento, vamos te explicar como consegui-lo e qual modelo você deve tirar.

 

Abrindo um CNPJ

Primeiramente, é importante saber em que categoria você irá se enquadrar. A imensa maioria dos empreendedores iniciais começam como MEI (Microempreendedor Individual). Que é diferente da Microempresa (ME), pois esta possui um faturamento bruto anual de até R$360 mil.

É  muito simples e barato de se regularizar sendo MEI. Para tirar sua documentação siga o passo a passo abaixo:

●      Verifique se você atende a todas as condições, como limite de faturamento anual de R$81.000,00 e se não tem outra empresa;

●      Crie sua conta gov.br no Portal do Empreendedor;

●      Preencha seu cadastro no portal, informando todos os seus dados requeridos;

●      Agora é hora de dar o nome fantasia de sua empresa e definir as atividades a serem realizadas pela empresa;

●      Nessa etapa você deverá informar o endereço e CEP de funcionamento de sua empresa;

●      Por fim, será necessário selecionar as declarações que são obrigatórias para o microempreendedor individual e dessa maneira será emitido o certificado  de condição de microempreendedor ou CCMEI, comprovando sua inscrição, e seu CNPJ.

Portanto fica bastante claro que o CNPJ, apesar de não ser obrigatório, é muito necessário para quem vai entrar nesse campo, seja para passar credibilidade, seja para poder negociar melhor com fornecedores ou até mesmo ter melhor crédito.

E o assunto de hoje foi esse! Esperamos ter tirado se não todas, boa parte de suas dúvidas a respeito de CNPJ e loja virtual. Caso tenha ficado alguma dúvida sobre o tema, deixe-a nos comentários abaixo!

Até a próxima dica!

 

×