Escolher uma forma de empreender online está sendo uma das grandes questões feitas hoje em dia. A maioria das pessoas realmente pensou em alguma maneira de ganhar dinheiro online e assim a pergunta e-commerce ou dropshipping ficou mais comum.

A verdade é que você tem uma grande oportunidade de começar um negócio que seja de sucesso e renda muitos frutos através do tempo. Hoje eu gostaria de focar, entretanto, nestes dois tipos básicos.

Então vamos focar nesses dois principais tipos de negócios online e dar uma analisada sobre qual seria o melhor método para você.

E-commerce ou Dropshipping? Qual é melhor?

A pergunta é relevante, e como na maioria daquelas situações chatas a resposta é: “depende”. Ambas as modalidades possuem pontos fortes e fracos relevantes a serem considerados.

E o que pode ser ruim para uma pessoa, pode ser realmente bom para outra. Então vou explicar cada uma de modo separado e você decide qual é a melhor para você, ok?

Vamos lá!

 

E-commerce: vantagens e desvantagens

 

Primeiramente é importante notar que o ecommerce é uma loja virtual, assim como qualquer outra. Sua estrutura precisa de uma implementação também robusta, normalmente utilizando ferramentas como o magento.

Entretanto, seu ponto forte é que você vai criando uma lista de clientes com o tempo e sua margem de lucro é realmente interessante. Produtos, principalmente os físicos, vão permitir margens de lucro de 20 a 40%.

Uma das vantagens é que você pode trabalhar de casa, pelo menos no início, enquanto a quantidade de pedidos ainda for pequena você não precisar de uma estrutura muito grande para armazenar o estoque e nem de funcionários para lidar com as questões burocráticas, fiscais e até mesmo logísticas.

O maior risco é realmente o fato de que você tem que apostar um pouco no negócio. Não só com relação à estrutura do seu site e marketing, mas também com a seleção de um estoque inicial de produtos para vender. Afinal, não necessariamente os produtos que você for escolher vão ter boa venda e é possível que fiquem estagnados, “prendendo” aquele capital inicial que você investiu por um bom tempo, prejudicando assim o crescimento inicial do negócio.

Por isso é bom separar o orçamento destinado a esse estoque inicial em várias partes, digamos umas 5, e então, ir comprando e testando os produtos aos poucos, a medida em que você vai aprendendo mais sobre o seu mercado, que tipo de produto vende mais, etc.

 

Dropshipping: vantagens e desvantagens

 

Qual a diferença entre e-commerce e dropshipping?

Por incrível que pareça, o dropshipping funciona quase que de maneira idêntica a um e-commerce. Para o cliente final é normal que não seja nem ao menos possível enxergar uma diferença.

O fato é que você não terá que comprar um estoque, nem nada antecipado. Você simplesmente irá expor um produto a venda em sua loja virtual mesmo sem tê-lo em estoque e então esperar o cliente confirmar a compra, receber o pagamento e ai sim fará uma compra junto ao fornecedor e colocará como endereço de entrega dessa compra o endereço do seu cliente.

Alguns inclusive esperam e recebem em seu endereço para troca a embalagem antes de entregar novamente. O problema é que ai a entrega tende a demorar ainda mais para o seu cliente final, que pode acabar se sentindo insatisfeito com a experiência de compra e não voltar a adquirir mais com você.

A principal vantagem do dropshipping é que você não terá praticamente nenhum risco envolvido, já que você só adquire o produto depois de ter vendido, se livrando do risco de investir em um estoque de produtos que não vendem. Além disso, com o dorpshipping, a necessidade de capital inicial é muito reduzido, justamente por se livrar do custo do estoque.

Por outro lado, os produtos tendem a levar mais tempo para serem entregues no endereço do cliente, já que você não os terá para pronta entrega e terá que comprar com o fornecedor após o cliente pagar, e geralmente estes fornecedores serão internacionais, devido as maiores oportunidades de preço que você consegue encontrar, o que significa que as entregas podem chegar a levar 1 mês ou até mais até o cliente. Isso gera a necessidade de manter o cliente constantemente informado e de ter um excelente suporte, de modo a gerar a necessária confiança no seu negócio.

Outra opção seria fazer o dropshipping nacional para poder diminuir o tempo de entrega, mas isso também acaba sendo mais complexo para encontrar bons fornecedores a um preço razoável.

Se você deseja entender melhor sobre o dropshipping, veja este guia que preparamos.

Qual é melhor?

A resposta realmente irá depender da pessoa. Muitos vão se adaptar a um estilo ou outro, depende da prática. É possível até mesmo fazer um misto das duas coisas.

Entretanto, um dos fatores mais interessantes é que o e-commerce é extremamente interessante para quem tem uma loja física, ou mesmo encontra os produtos por bons preços por perto e, assim, consegue montar um grande estoque de produtos que o empreendedor já sabe que tenham uma boa vendagem, tendo mais margem para negociar preços baratos com os fornecedores e, assim, aumentando sua margem de lucro.

Já o dropshipping é a opção ideal para iniciantes que não tem muito capital para investir.