Com o mercado de trabalho inconstante e crises financeiras, as pessoas encontram uma saída no mercado digital, empreendendo de forma online. Essa é uma ótima alternativa para aumentar a renda e até mesmo conseguir a tão sonhada independência financeira.

O potencial de crescimento deste nicho é muito grande e possui barreiras de entrada menores, pois tem menos concorrência que outros nichos grandes, como eletrônicos.

É importante que você tenha toda a sua logística bem montada e sua loja legalizada, com CNPJ criado, para que possa emitir suas notas fiscais. O CNPJ é importante, pois muitos fornecedores não lidam com lojas que não possuem CNPJ.

Como vender semi joias pela internet

Montamos um passo a passo para que você não se perca na hora de planejar suas vendas online. Confira!

Escolha bons fornecedores

É importante definir o nicho em que você irá atuar, por exemplo:

  • Douradas;
  • Prateadas;
  • Masculinas;
  • Religiosas;
  • Místicas;
  • Infantis;

Uma vez que você tenha seu nicho definido, é hora de buscar fornecedores que entreguem produtos de qualidade e que sejam confiáveis. Na hora de escolher os fornecedores é importante visar o preço da mercadoria, mas não somente isso. Outros fatores são vitais para escolher bons parceiros, tais como:

  • Tempo de entrega;
  • Vantagens para a compra no atacado e formas de pagamento;
  • Qualidade dos produtos;
  • Produtos que se destacam em relação à concorrência.

Bons fornecedores fazem toda a diferença para uma loja de sucesso, tanto na questão dos preços quanto na questão de boas mercadorias.

Plataforma para sua loja virtual

É importante escolher uma boa plataforma, que permita personalização do ambiente, gestão rápida e fácil de estoque, envio e caixa entre outras ferramentas. Existem diversas opções no mercado, como NuvemShop, Shopify, Magento e muitas outras, mas a ideal é contratar uma empresa especializada para o desenvolvimento personalizado da sua loja virtual.

O preço de seus planos varia conforme a quantidade de recursos oferecidos, suporte e até mesmo itens que podem ser colocados na “vitrine” da loja.

Outra alternativa muito interessante às plataformas de e-commerce são os marketplaces. Por uma porcentagem do valor da venda, seus produtos ficam visíveis em grandes sites, como Americanas, Mercado Livre e outros gigantes, portanto a visibilidade é grande, mas por outro lado, existe a competitividade.

Para quem está começando e quer entender o mercado, gastar pouco e começar a crescer, os marketplaces são ótimas alternativas.

Formas de pagamento

É muito importante definir quais formas de pagamento serão aceitas em seu e-commerce. E já adiantando algumas dicas, quanto mais formas de pagamento você aceitar, mais vendas você fará.

Por exemplo, o Pix é uma forma de pagamento mais recente e está sendo amplamente utilizado pelos brasileiros, portanto é muito importante que sua loja aceite não somente cartões de crédito, débito e boleto, mas Pix também.

Divulgação

Propaganda é a alma do negócio. Já ouviu essa frase, não é? Pois é, como os sites por si só não atraem clientes, você precisa trazê-los até ele para que as vendas aconteçam. E como você sabe, a internet é um ambiente bastante competitivo, portanto é importante investir nas estratégias de marketing digital.

Redes sociais, mídias pagas, SEO e e-mail marketing são algumas das formas de você trazer clientes ao seu site e alavancar as vendas.

E essas foram as dicas de hoje! Até a próxima!

Fale Conosco