Como vender nas Americanas? Com o crescimento das tecnologias digitais acabou se tornando inevitável várias e várias soluções para fazer mais do mesmo com apenas um pouco mais de praticidade.

Muitos processos que eram demorados e caros acabaram sendo simplificados através de opções, como por exemplo, os marketplaces. Algumas pessoas podem realmente encontrar uma certa dificuldade em abrir a sua própria loja virtual, assim como manter sua estrutura.

E por isso, locais como a Americanas se tornaram um refúgio de possibilidades bastante interessantes. Por isso, irei trazer aqui um pequeno guia de como você pode utilizar toda esta estrutura a seu favor.

Vamos conferir?

 

Como vender nas Americanas

Primeiramente é importante dizer que este não é um trabalho que você possa fazer com um simples CPF. Para se começar a vender nas Americanas é preciso ter um CNPJ e o mesmo não pode ter nenhuma irregularidade.

Além disso, é importante dizer que você precisa ter o CNAE na categoria “comércio de varejista”. Onde será a atividade correta para exercer este tipo de venda direta.

Desta forma você evita problemas com a receita federal em si.

Outro ponto relevante é que você precisa ter a possibilidade de emitir notas fiscais a partir do Sintegra ou então nota fiscal avulsa (NFa) pela receita federal. Isto é crucial para os trabalhos de logística dos produtos.

Podendo não raramente a falta da nota implicar em apreensão do objeto.

A conta corrente para o recebimento também deve estar vinculada a um CNPJ, por isso recomendo bancos digitais sem tarifa, como por exemplo é o caso do Banco Inter.

É necessário um certificado digital válido para garantir a autenticação de todas as ações. E claro, o capital social mínimo deve ultrapassar R$1000.

Estas requisições burocráticas podem parecer, e até mesmo são maçantes. Entretanto, é crucial atender os requisitos, pois a receita federal não dá mole com grandes sites.

Agora, tudo o que você precisa fazer é se cadastrar através do site da Americanas Marketplace. Que é um local separado do site normal onde você faz as suas compras tradicionalmente.

Após concluído e aceito o cadastro o próprio site irá te orientar nas principais configurações e cadastro de produtos.

 

Considerações finais

Embora os marketplaces possam ser bastante interessantes, a grande verdade é que parte deles são um tanto quanto limitados em vários aspectos. Principalmente quando falamos de escalabilidade.

Com o tempo se torna muito mais interessante vender e ganhar dinheiro através de um site próprio. Tanto porque você terá menos concorrência, como também terá a facilidade de conseguir a maioria dos seus lucros com exclusividade.

Por isso, recomendo que você esteja disposto a empregar soluções inteligentes para ter resultados de longo prazo.

E estou aqui para te servir com todas as necessidades de web design e programação. Com anos de experiência estou capacitado para vencer os principais desafios.

Então por hoje é isso, espero que estas dicas tenham sido úteis. Mas se ainda houver alguma dúvida sobre o tema, sem problemas.

Estou à disposição para te orientar nos comentários, ok?

Até a próxima!